Amor

TRANSPARÊNCIA

Quando começamos uma história existe uma parte da gente que quer se transformar, mudar algo da nossa personalidade para agradar o outro. Tal qual um pavão que abre sua cauda para atrair a fêmea, o ser humano também agrega requintes na estética e no comportamento. Tudo faz parte na hora da sedução.

As mudanças ocorrem desde os artifícios mais simples como um perfume para cheirarmos melhor, uma roupa mais provocante ou elegante, um acessório de destaque – sejam brincos, pulseiras, braceletes, colares ou anéis – uma maquiagem, uma escova no cabelo, um gel ou laquê, um sapato para ludibriarmos a altura, um corpete para diminuir a silhueta. Enfim, truques para valorizarmos alguns pontos do nosso biotipo físico e aumentarmos o poder da atração. Funciona muito. E depois?

Bom, depois a rotina vai desconstruindo a fantasia, retirando a carcaça, descobrindo além da máscara que escondia o rosto, penetrando na alma alheia. Essa viagem pode ser muito gostosa e na verdade é quando nos percebemos apaixonados, mergulhados em cada detalhe, revelando nossos próprios defeitos e a partir daí percebendo o outro falível. Alcançável e despido. Como nós desatados. Como nós.

Muitas vezes o problema não está no físico e sim na personalidade. Tentar ser aquilo que não somos nunca funciona. Não prometa entregar uma mercadoria que você não será capaz de produzir. É comum distorcermos preferências, definir prioridades, inventar mentirinhas apenas para agradar. Resolve na hora com aquele efêmero sorriso, uma felicidade momentânea, mas entenda que essa pessoa irá esperar por esse afago outras vezes. Esteja ciente disso.

Se você curte balada, deixe claro que as noites de pipoca com Netflix são ótimas mas que você precisa sair de vez em quando para se divertir. Risco de perder? Depende, se vocês gostarem um do outro não haverá problema, é melhor do que o risco de você mostrar ser alguém diferente do que mostrou inicialmente.

Se você curte jogar futebol toda semana, é bom que essa pessoa entre na relação sabendo do seu hobby preferido. Se você toca numa banda, tem ensaios frequentes, shows noturnos que avançam madrugadas em outras cidades, é importante revelar seu itinerário. Você é louca por limpeza, coleciona bichos de pelúcia que mal cabem no seu quarto, gosta de sair algumas noites para beber com um grupo de amigos do WhatsApp, não custa avisar. As informações obtidas após o compromisso firmado podem gerar uma surpresa desagradável, aquela sensação de que você foi enganado. Algo do tipo: “quem é essa pessoa?”

Todos nós podemos modificar nossas preferências no meio do caminho. É impossível sermos a mesma pessoa a vida inteira. Aprendemos a comer sushi, retomamos uma vida fitness depois de muito tempo, compramos um video-game que não estava nos planos, pois você quer realizar um sonho de menino. Algumas novidades não são bem aceitas quando saem da zona de conforto, mas se houver equilibro na escolha, sabedoria para dividir aquilo que você gosta e não fazia até então, é sempre a melhor solução.

Ao retomar algo da sua essência após muito tempo ou simplesmente desviar a rota de seu interesse, insira seu parceiro na nova atividade. Caso não haja companhia na sua pedalada matinal, no curso de yoga, no futebol de segunda ou na cervejinha de quinta, compense com um cuidado a mais em outros momentos. Repare a atenção devida planejando novos programas a dois.

Seduzir para conquistar é legal, mas transparência pode ser melhor ainda. Desta forma você saberá que esse alguém te escolheu sem retoques, exatamente por ser você, bem do jeitinho que você é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *