Sexo, Amor & Crônicas

SEGURANÇA

seguranca
Segurança no amor é uma garantia difícil de encontrar. Não é relíquia, tipo estufa da enxuta, telefone baquelite ou bala xaxá. É algo à disposição, mas que poucos merecem da gente, tipo sinceridade.
Demora um certo tempo para você dar e receber aquela a tranquilidade transparente, um sono justo e sereno. Precisamos de um sorriso sincero e diário de confirmação de que estamos fazendo tudo certo. Algo que não me impeça de ligar de madrugada, só para saber como você está. Saber que me importar com você não vai me diminuir.
Serenidade que assusta. O surpreendente é exatamente você não fazer nada. Nada daquilo que qualquer mulher faria. Fico pensando a hora que você vai tirar a máscara e me dizer tudo aquilo que eu realmente espero. Algo do tipo: “sempre engoli tudo a teu respeito para te aturar, mas não aguento mais. E fiz isso para poder sair com outros caras, assim podia fazer o papel de apaixonadinha contigo”.
Mas não é o que parece. Não basta você me abraçar com força naqueles dias frios do inverno; acordar meia hora mais cedo só para ligar a estufa do banheiro, para eu pegá-lo quentinho quando for tomar banho; me levar aquele café preto na cama que só você sabe fazer e adoçar na medida; massagear meus pés quando chego cansado e estressado do trabalho. Não, não basta. Além de tudo, você  ainda me toca com uma paixão intensa, um colo que nunca tive e um suave erotismo, que me faz questionar por onde andava esse sexo. Uma sintonia que eu desconhecia, até te conhecer.
Você ignora qualquer tática feminina de perseguição, de mostrar quem manda, pois realmente sabemos quem o faz. Sou teu, completamente teu e não preciso usar uma coleira com teu nome para deixar isso claro. Liberdade numa relação te deixa preso e por vontade. Tenho a sensação que podemos ir tão longe, mesmo que seja para lados diferentes e, ainda assim, estaremos juntos, unidos por esse fio de sentimento chamado confiança. Feita de cristal, ela é frágil sim e é preciso força mútua para mantê-la, mas sempre de forma natural. Tão leve quanto teus lábios me tocando a cada amanhecer.
Piegas? Clichê? Não, isso é mais fácil de se encontrar por aí.
Segurança no amor, nem tanto.

Um comentário no “SEGURANÇA

Deixe uma resposta