Sexo, Amor & Crônicas

POR QUÊ?

por-que

Por quê? Por que você mexe comigo dessa maneira? Por que não consigo sentir o teu cheiro sem pensar bobagem? Por que não me controlo quando você chega perto de mim? Por que eu me sinto assim? Por que você existe? Por que, por que, por quê?

Perguntas sem respostas me fazem questionar o que eu quero pra mim. Ele não faz meu tipo, mas me atrai. Como explicar? Não sei. Não gostamos da mesma coisa, mas as nossas conversas são tão boas, que nem vejo o tempo passar. Na verdade ele até me irrita um pouco. No entanto chego em casa e quando deito na cama, é como se ele fosse o travesseiro. Está ali, entranhado em meus pensamentos, na porta de entrada para os meus sonhos.

Não sei se é química, se é algo transcendental, empatia de alma, etc. Só sei que é inexplicável o que eu sinto quando me aproximo dele. Eu já tinha largado de mão, a nossa história terminou antes de começar, e pelo simples fato de que nunca daria certo. Nós somos feitos como um para os outros.

Diz isso pro meu corpo, então, que parece ter um magnetismo fora do comum com o dele, uma submissão incontrolável. Eu sou carente e autossuficiente, enquanto ele é muito desligado para me acalmar. É romântico demais para a minha necessidade e não entende quando meus lábios clamam por um beijo. Esse cara esquisito não enxerga quando meu corpo quer o dele e sempre que ele cruzou a linha, era tarde demais. Não fiquei à vontade e perdi a vontade. Sim, sou confusa e não preciso de alguém que me explique pra mim mesma. Quero alguém que me desvende, que me perturbe, mas me descubra. Me incomode, mas me afague.

Depois do último encontro, fiquei pensando se não tem um jeito da gente tentar. Por que é tão difícil quando se trata do “nós”? Parece fórmula inversa, equação errada. Raiz quadrada de número negativo. Tudo que somarmos na balança, estará fadado ao erro. Fico horas tentando montar esse quebra-cabeça, mas não tem jeito, nossas peças não se encaixam. Uma pena, pois essa sensação que tenho quando ele está do meu lado, é única e indescritível.

Que boba que eu sou. Tem tanta gente no mundo e eu fui me envolver justo com um cara desses. Tá certo que tem um sorriso lindo, um jeito de me olhar que me desmonta, uma mania de me instigar com as palavras, que me faz rir e acordar olhando pro celular. Por quê? Sei lá, já desisti de tentar entender, vou trabalhar e esquecer que é o melhor que eu faço.

Olha, recebi uma mensagem: “Esse anoitecer me lembra que a lua tinha um segredo comigo: Nunca me decepcionar. Por isso ela me mandou você. Minhas noites não serão mais as mesmas sem tua presença. Se cuida”.

Leio o visor do celular umas quatro vezes, tentando me convencer de que aquilo não é verdade. Respiro fundo, olho pela janela, como um súplico de ajuda e a única pergunta que me resta fazer é: Por quê?

5 comentários no “POR QUÊ?

  1. Tem certeza de q nao me conhece??!!! Estou até com medo vc escreve exatamente o q eu sinto se mando pra alguém suas crônicas as pessoas acham q fui eu qm escrevi pois se encaixam perfeitamente em mim!!!!

  2. Olha, recebi uma mensagem: “Esse anoitecer me lembra que a lua tinha um segredo comigo: Nunca me decepcionar. Por isso ela me mandou você. Minhas noites não serão mais as mesmas sem tua presença. Se cuida” Simplismente PERFEITO nosa chico parece q vc me segue, esta é a minha historia. vou ate compartilhar no meu blog amei de paixao 🙂

Deixe uma resposta