Sexo, Amor & Crônicas

PERFUME

O olfato é um amigo traiçoeiro do coração. Não olha a quem se entregar e sucumbe ao ar hipnótico do perfume alheio. Perfume que nos faz viajar, beber na fonte da insensatez e questionar onde andava aquele cheiro. É a descoberta de um mundo novo, de uma sedução que você nem imaginou estar envolvido. O protagonismo das narinas naquele instante permite a reflexão: Há um cheiro de fraqueza no ar. 
Quando ela entrou no meu carro e senti a inebriante fragrância do La vie est belle da Lancome, passei a ter uma certeza: parte de mim já estava entregue. Nos segundos em que inalamos o perfume certo – aquele destinado a nos fazer sorrir – o ar que respiramos muda de cor. Os sentidos se alteram, se confundem. Um furor, um riso interno e a vulnerabilidade nos chamando pra sair. 
Perfume é requisito básico, mas não age sozinho. É um complemento da conquista, uma extensão da sedução. Se o interesse já existir, as portas da paixão estarão abertas. Caso contrário, a indiferença dará lugar a uma atração até então desconhecida. O perfume vai além do cheiro, está na atitude de quem o coloca.
 Sim, existe um perfume certo, endereçado, que encaixa com o seu bom gosto. Ele atinge de uma forma diferente, quase insana. Desconhecemos o cheiro até o momento em que queremos respirar aquele ar para sempre. O engraçado é que quem coloca o perfume – de forma inconsciente e quase mística – consegue adivinhar o néctar que melhor se adeque com as preferências do ser escolhido. É quase uma química do destino agindo pelas suas costas. O perfume é praticamente esotérico. 
Na verdade o frasco guarda apenas um dos ingredientes do cheiro do amor. Ao se misturar com a pele, uma combinação mágica acontece. A partir daquele momento será criado um cheiro único, singular e exclusivo. Se esse perfume te alcançar, você estará fisgado. 
Quando conheci o teu perfume, a tua fragrância própria, ainda não havia sentimento, tampouco intimidade, mas era como se eu já pertencesse à tua pele. Como se meu olfato quisesse se entregar ao tato e perder os demais sentidos. Sensação turva de tentar controlar o instinto e ao mesmo tempo se permitir. O perfume é o aroma do desatino. 
Mesmo sem querer buscamos um cheiro que nos acalme, que nos remeta a uma tranquilidade rara e indelével. O cheiro do amor é assim, pode nos lembrar momentos incríveis, ou projetar histórias a partir das sensações descritas em borrifadas no pescoço. 
Uma história começa pelo cheiro e se mantém pelo perfume marcado em cada momento, em cada lembrança. 
O amor perfuma a vida.

4 comentários no “PERFUME

  1. Tenho mania de viajar. O cheiro passa mil coisas minha cabeça quando vem ao meu encontro perfume mais encantador. Me faz lembra sorisso olhar toque carinho quando n estou com aquela pessoa e eu sinto perfume que estava nela por mais que cheiro seja msm ta faltando alguma coisa essa sensação que eu sinto. Sou apaixonada em perfume homem cheiroso e tudo de bom.

  2. Tenho mania de viajar. O cheiro passa mil coisas minha cabeça quando vem ao meu encontro perfume mais encantador. Me faz lembra sorisso olhar toque carinho quando n estou com aquela pessoa e eu sinto perfume que estava nela por mais que cheiro seja msm ta faltando alguma coisa essa sensação que eu sinto. Sou apaixonada em perfume homem cheiroso e tudo de bom.

Deixe uma resposta