Sexo, Amor & Crônicas

ORGULHO FERIDO

orgulho-ferido

Eu não gosto dele. Pelo menos acho que eu não gosto. Mas por que me incomoda tanto o fato de ele não me querer? Na verdade ele finge não estar interessado, só pode. Ele nem é tão bonito assim. Charmoso? Sim, isso não posso negar. Tem um sorriso disperso que encanta e uma indiferença sedutora. Sei lá se me sinto atraída, mas não posso negar que ele me intriga, desafia meu ego.

Não consigo entender essa lógica da vida. Eu passo a noite com um cara legal, estou numa boa curtindo o momento, só que ele não demonstra muita afeição e isso já é o suficiente para o meu sinal de alerta acender. Aí vem aquela mensagem em neon na minha cabeça: “Não se envolva”. E pronto, eu obedeço. Quer dizer, eu tento, mas nunca gostei de seguir ordens e não seria a minha cabeça que agora iria mandar no meu coração. Pelo menos eu ainda não estou apaixonada.

O que mais me revolta é passar os dias seguintes, recebendo cantadas na rua de caras bonitinhos, limpinhos, cheirosinhos, todos “inhos”. O celular vibra com uma mensagem e o meu peito faz o mesmo, até descobrir que é aquele mala do meu colega de trabalho com mais uma piadinha sem graça, achando que vai me ganhar. Ser engraçadinho é algo muito legal, mas quando eu já estou a fim, saca?. Caso contrário, é uma vergonha alheia constante. Só piora.

Posso escolher, não sou de parar o trânsito, mas também não posso reclamar da safra. Aí o sujeito (que nem é tudo isso), fica comigo, age como se estivesse pegando mais uma pro currículo e vai embora desse jeito, sem deixar rastro, nenhum “sintomazinho” de encantamento. Como assim? Tem alguma coisa muito errada com ele. Mas eu vou descobrir.

Não gosto dele, eu juro. Na real até odeio ele um pouquinho, mas vamos combinar, a indiferença é muito mais cruel que o desprezo. Significa a própria ausência de sentimento. E esse cara sente isso por mim? Ou melhor não sente. O que eu fiz de errado? Maldito orgulho ferido. Se ele aparecer de novo, nem vou dar bola. Não, melhor, vou sair com ele mais uma vez, só pra ignorá-lo. Tá bom, admito, pode ser até que eu goste um pouco dele, mas gosto muito mais de mim.

Um comentário no “ORGULHO FERIDO

  1. poh chico! sempre fui um cara que te elogiei,até chegamos a trocar alguns twites,e só poque eu fiz a brincadeira do ''uiii''tu me bloqueou.dá pra perceber que quando o cara elogia tu até responde,mas quando faz uma brincadeira…bah..acho que tu me confundiu,nen sou de ficar ofendendo os outros nas redes.serve a tua cronica.''orgulho ferido'' entao blz!https://twitter.com/pablobittenca

Deixe uma resposta