Amor

MULHERES DE MOLETOM PARTE 2 (POR ELA)

Eu não tinha certeza da nossa situação. Só sabia que estávamos ficando, saindo umas quatro vezes por semana. Normalmente eu ia pra casa dele e ficava por lá. Às vezes lembrava que tinha casa também, quase sempre quando acabavam as calcinhas limpas, ou quando pintava algum evento, um jantar de última hora e eu não tinha roupa ou sapato pra usar.

Tava ficando sério, mas sem aquela confirmação, sabe? A intimidade já estava escancarada, mas sem a coragem pra se declarar. Até que numa noite qualquer aconteceu o que eu temia: ele me buscou no trabalho e fomos direto ao cinema. Saímos tarde, era perto da casa dele. Filme é bacana e tudo mais, mas em começo de relacionamento são duas horas de distância corporal, perdendo tempo de ficar juntinhos, conversando, entende?

Então bora dormir de conchinha. Adoro!

Cheguei e fui direto pro banho tirar o “escritório” do corpo. Enquanto a água caía, lembrei que tinha levado todas as minhas roupas para lavar. Saio enrolada na toalha e com a cabeça pra fora do banheiro, com o corpo todo por detrás da porta, tentando manter uma privacidade protocolar. Peço alguma coisa emprestada para dormir e recebo um moletom surrado de algum time de futebol americano.

Na hora pensei: – tá de sacanagem!

Mas sabem como é, tô gostando do cara, tava meio friozinho mesmo, não custa nada.

A cena que ocorreu a seguir eu jamais vou esquecer. Entro no quarto vestindo apenas o moletom cinza, um pouco grande para o meu tamanho, então ele cobria parte das minhas pernas. Os cabelos ainda molhados vou desembaraçando com as mãos, pronta para sentar na cama. Então me deparo com aquele olhar. Um olhar forte, intenso, o homem completamente hipnotizado. Sou encarada por alguns segundos até eu interromper o silêncio e perguntar o motivo daquele choque ocular.

Escutei as palavras mais doces da sua boca. Disse que nunca me viu tão linda, que era tão bom me ver assim sem maquiagem, desconstruída, usando aquele moletom dele. Se viu perdidamente apaixonado. Não bastasse, me pediu em namoro.

Eu nunca vou entender como os homens podem gostar tanto de uma mulher apenas de moletom.

Na verdade acho que estou começando a entender.