Café das Segundas, Sexo, Amor & Crônicas

INTENSO

INTENSO

Um dia eu aprendo a ser diferente. Talvez eu consiga uma frieza aparente, uma negligência programada, qualquer coisa que me deixe mais forte e que me torne mais próximo de ti. A verdade é que posso até me afastar, mas não consigo fugir de mim. É mais forte que eu. Te ligar, te procurar, responder sua mensagem na hora é mais do que educação, é uma necessidade. Eu não sei jogar e sou um péssimo perdedor.

Não sei dosar minhas palavras, menos ainda minhas atitudes. Quando amo me jogo sem saber onde vou cair. Nada além da minha ingenuidade de pensar que estamos juntos no mesmo salto. Normalmente me estabaco sozinho. Mas um dia eu aprendo que as pessoas não pensam iguais e não posso agir esperando um recibo. Esse texto é um desabafo comigo mesmo e com a minha estúpida mania de criar expectativas e me frustrar sem que a criatura tenha culpa alguma. Eu fantasio, eu idealizo, eu me fodo. Quem sempre?

O mais inacreditável é que muitas pessoas são como eu, mas incrivelmente se relacionam com pessoas completamente opostas. Gente que ignora, que desdenha, que ama, mas não demonstra o que sente. Por que a gente gosta de pessoas estranhas? Ou os estranhos somos nós? Me ajudem!

Seria mais fácil duas pessoas que romantizam a vida se encontrarem. Mas não, a imbecil sonhadora vai justamente e apaixonar pelo cara largadão que não coloca a vida amorosa em primeiro lugar. O mesmo acontece com o otário aqui, encontrando mulheres independentes, donas de si e que optam pela sua individualidade pra poder viver a vida e te colocar num cantinho da rotina dela. Porra, destino!

Um dia eu aprendo a me fazer ausente, não pensar a dois, esquecer a data dos 100 dias do nosso primeiro beijo, afinal quem comemora isso? Esqueço o tal beijo na chuva e faço do sexo algo casual. Não planejo mais um mero encontro como especial e ignoro a ideia de que toda relação é pra sempre. Chega, cara, para de eternizar efemeridades.

O pior de tudo é que eu não vou aprender. Continuarei errando, seguindo meus instintos, apostando alto naquilo que acredito, mesmo que não seja de verdade. Tentando entender como alguém pode querer ser apenas um numa relação a dois. Cada um tem a sua vida, mas que graça tem se ela não é compartilhada? Se eu não ligar apenas pra dizer que estou com saudade sem que isso me deixe vulnerável? Poder pensar em dobro, saltar a dois.

Um dia eu aprendo a escolher a pessoa certa, ou o destino para de brincar comigo. Um dia eu aprendo que o amor é uma eterna lição, que nos prepara para o melhor. Sigo aprendendo. E errando. Sigo amando.

 

2 comentários no “INTENSO

  1. Como todos os textos que você escreve!
    Cheios de sentimentos e sensibilidade!
    Acho que você está apaixonado 😍😍😍😍😍 rsrsrsrs
    Eu também estou….por você…rs 😍😍😍

  2. Eu vou embora…
    Ahh se eu pudesse, se eu pudesse ira junto ou te guardaria em um potinho só meu… Não quero perder algo… Não gosto de perder… Se a vida é um jogo… Eu sou um ferrenho apostador… Afinal sempre que nos encontramos aquela frase que surge… Que rompe o silêncio e machuca a alma… Dói… Dói muito… Ver que o pouco tempo gera uma grande afinidade, de idéias, indagações sobre a vida, o mundo, o sistema que o governa, sobre a sociedade, e educação! Não vou entrar em outros detalhes aqui, os quais, não são pertinentes… Mas encontrar algo, e ter que perder, por motivos de ir embora… dói… machuca… ainda mais em saber que estávamos tão perto e tão longe ao mesmo tempo!! Culpa de quem? Minha talvez, talvez não, certamente… Que custei a te chamar…Dois anos nós dois solteiros e eu passando por frente a sua casa… Mesmo sem saber que você morava alí…Porra… Culpa dessa porra de orgulho, que nós homens insistimos em demonstrar… Essa merda de tentar ser difícil…
    O pior não é escutar um vou embora uma vez o pior é ter de escutar duas… E em tempos diferentes… Logo agora, depois de tanto tempo! Que saco… Droga de vida… Droga de mundo… Que inferno esse destino… Sabe-se lá aonde vai nos levar… Incerteza… Eu só queria ter uma única certeza… Ou melhor eu tenho essa certeza… A certeza de ter você do meu lado… Companhia perfeita… Em todos os lugares… Mulheres assim não se acha em qualquer balada, em qualquer lugar… Eu percebi isso, anos atrás, quando te encontrei pela primeira vez!!! Espera aí… vou procurar a garrafa… Mais um gole de rum… Sim ela tem sido minha companheira… Mas sem conversa… Sem risos… Sem levar alguns socos só por algo que eu sabia de algo e mantive em segredo… Rum… Apenas para esquentar nesse frio de inverno… Mas sem física, sem química… Sem suspiros… Beijo o gargalo… Sem língua… Rum… Rum… Poderia ser outro barulho… Ahh bem que podia… Poderia ser outro hummmm!! Poderiam ser outras carícias… Outras siluetas… Outros toques mais acalorados… Não esse toque gelado que essa maldita garrafa retribui!! Enfim… Deixamos para outro momento… Quem sabe… Nesse tal de futuro a possibilidade de outro reencontro… E quem sabe a frase mude… Apenas uma mera palavra… Quem sabe retiramos o embora… E colocamos o Ficar!!!! Quem sabe assim seremos completamente felizes!!Um beijo no seu coração!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *