Sexo, Amor & Crônicas

FATOR SURPRESA

Engraçado como o amor consegue ser previsível. Porém, delicioso dentro das suas certezas. Ao amar aquela pessoinha que se tornou a razão da nossa existência, já descobrimos os defeitos. Características presentes em qualquer pessoa, em qualquer relação. Detalhes que nos incomodam, mas que toleramos por conta do sentimento. O mais incrível do amor é conhecer verdadeiramente alguém e ainda assim permanecer apaixonado.

Para que o amor se transforme em uma relação duradoura, é preciso mais do que essa previsibilidade gostosa, da sintonia rotineira. É necessário quebrar o óbvio, reinventar aquele sorriso cotidiano. Redescobrir as vontades do parceiro, mesmo que você já saiba quais são. As pessoas mudam, as expectativas também. Quem está ao seu lado é o mesmo parceiro de anos atrás? Você consegue notar a diferença?

Se ela prefere chocolates ao invés de flores, não significa que não queira receber rosas de vez em quando. Mesmo que ache brega, que não servem pra nada. Não importa, numa manhã de terça-feira, ao abrir a porta e encontrar um buquê, ou um ramo de lírios, irá sorrir com uma inédita felicidade. O restaurante preferido dela pode se tornar uma zona de conforto do casal. A viagem dos sonhos dele certamente ainda não aconteceu. O sexo corriqueiro pode ter uma massagem a mais, um lugar diferente, uma descoberta que permita um prazer renovado.

No início da relação, o que guia a conquista é exatamente o desconhecimento do outro. Não sabemos ainda o que incomoda e inevitavelmente mandamos flores a quem não gosta, levamos ao restaurante japonês quem não come sushi e convidamos a pessoa para um show sertanejo, sem saber que ela curte MPB. O mais incrível é que todos esses tropeços sedutores se transformam em riso solto, intimidade criada, alicerce da relação que está sendo construída. A chamada ignorância abençoada que aproxima.

Ao longo dos tempos, a tendência é que fiquemos mais exigentes. Não aceitamos quando o parceiro erra no presente de aniversário, ou quando escolhe o filme de terror sabendo que temos trauma. Mas nem a vida é feita apenas de romance. Se não houver a caos, a relação não oxigena, não movimenta, não anda.

Certamente não é nada fácil manter o fator surpresa por tanto tempo. Mas ele se torna vital para a sobrevivência matrimonial. Ignorar as vontades alheias para desafiar o bom gosto dela pode ser o segredo para descobrir um novo paladar.

Surpreender a paixão com um novo sabor é também uma prova de amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *