Quarta do Sofá, Sexo, Amor & Crônicas

ESPELHO

ESPELHO

Espelho, vamos conversar. Me diga o que você vê!

Um rosto cansado, algumas histórias nessas marcas de expressão? Fala comigo, tô precisando de alguém pra desabafar. A gente não tem se entendido muito bem, mas quer saber? Você não enxerga minha alma. Queria que você refletisse minha verdadeira beleza, aquela que existe quando ninguém me olha, apenas você. Vai, fala.

Eu sei, os cabelos brancos já estão me visitando, mas não me importo. Estão carregados de algumas noites mal dormidas, mas também bem aproveitadas. Saudade de acender um cigarro de calcinha, camiseta e olhar a lua. Tomar um vinho ouvindo aquela balada do Keane e isso me provocar olheiras no dia seguinte. Não reclama, vai, pelo menos tem um bom motivo.

Minha boca tá ressecada né? Lembro de mordidas que a fizeram mudar de cor. De sabor. Desenhada por batons e línguas que descobriram a geografia dos meus lábios. Beijos ardentes que me fizeram perder o ar, respirar vontade. Ela ainda tá bonita, olha espelho. A boca é o céu do rosto, o início de tudo, a porta de entrada da paixão.

Estou cansada, sabe espelho? De me sentir mal por não ser quem deveria ser. De provar minha força diariamente, de acodar e ter de te encarar, pois a vida não me permite parar pra refletir. Reflita, espelho! Mostre o que é importante pra você.

Agora sim, enxergo um belo sorriso, aquele que me acompanhou durante tantas passagens, mesmo nas dificuldades, que não fraquejou diante da lágrima e que resistiu aos dissabores do tempo. Tão bom te ver assim, espelho, tal qual um amigo que nem os anos conseguiram quebrar.

Foram tantas maquiagens borradas, choros trancados, berros emudecidos e risos disfarçados de dor que  gente já criou uma intimidade. Tão bom te sentir perto, como se fôssemos iguais.

Valeu pelo papo, espelho! Vou lavar a cara e sair por aí escrever novas histórias, criar novas marcas. Um dia vai ser difícil encarar você, mas por enquanto vou refletindo essa vontade louca por ser feliz.

Um comentário no “ESPELHO

Deixe uma resposta