Amor

ENTRESSAFRA

Parabéns pra mim!

Sim, hoje completam 6 meses que não beijo na boca. Lógico que é porque não quero. Meu filho, deixa eu te explicar uma coisa, se uma mulher sair de casa com a missão de trepar, eu te digo: ela consegue. A questão é qualidade e me desculpa, eu mereço alguém que queira um pouco mais do que uma masturbação com companhia.

Às vezes bate a tristeza, não é fácil ficar o tempo todo sozinha. Gosto da minha liberdade, mas sou mulher, caramba. Tenho desejos, minha carência também se manifesta de vez em quando. Sinto falta de uma pele quente, um abraço forte, aquele sexo pegado e depois um colo pra repousar.

O problema é que fui machucada demais pra arriscar tombar outra vez. Eu sei, eu sei que todo mundo cai, que a gente deve tentar viver novas histórias, mas fala isso pro meu coração apertado, receoso de tanta porrada. Só vou sossegar com carinho e anda tão difícil encontrar alguém que se importe comigo, além do corpo. Sexo é maravilhoso, mas vamos com calma rapaziada, não é só isso que existe, não. Não entendo essa geração. Já pedi ajuda pra minha sobrinha, mas ainda me assusto quando no meio de um papo com um bofe surge um nude do nada. Poxa, convida pra jantar primeiro, será que é pedir muito?

Quero me entregar, de verdade, mas preciso de uma segurança pra dar o primeiro passo. Sou intensa, amiga, apaixonada, topo tudo quando estou com alguém e o mínimo que espero é reciprocidade. Sabe quando você não precisa implorar uma mensagem no dia seguinte? Não tenho mais paciência pra mendigar atenção, preciso saber que ao me doar, estarei recebendo verdade na mesma medida.

Quer saber, mereço os cumprimentos, mesmo, porque só eu sei o que passei nesse período. Tenho certeza que virá uma boca pra eu beijar no tempo certo.

Tenho medo, claro, mas minha certeza por ser feliz do meu jeito é muito maior. Vou curtir essa entressafra degustando a vida. Logo alguém me acompanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *