Sexo, Amor & Crônicas

BAGAGEM

bagagem

Cada vez que começo uma relação, me sinto um competidor enfrentando uma corrida de obstáculos. E nem falo das adversidades naturais da convivência com uma pessoa. Me refiro ao prólogo, à fase da paixão, ao período mais gostoso da rotina a dois. Seria lindo, deveria ser apenas entrega, não fosse  a bagagem existente entre nós. Me sinto culpado por erros que não cometi, por falhas que não são minhas, carregando uma mobília que não me pertence.

Cada novo olhar, uma nova história a ser preenchida por palavras escritas em gestos. Cada descoberta a possibilidade de nos surpreender com novos sabores, mas o medo acaba por dominar nossas atitudes. Vivemos a época da dor, da armadura emocional, da blindagem do coração. Por conta de decepções passadas, as pessoas estão fechadas, desconfiadas, feridas. Assustadas. O amor virou pânico, a paixão pesadelo. Cada beijo um risco, cada toque um passo. Devo ser muito errado mesmo porque nesse jogo eu não caminho, simplesmente mergulho de cabeça.

Não significa que cometerei os mesmos erros que meu antecessor. Provavelmente eu também vá errar, talvez até mais, com percalços maiores, diferentes. Acaso eu erre da mesma forma, será pela minha dificuldade em te conhecer, ou pela sua incapacidade de me perceber errante, como todo ser, como todo seu. Enquanto o medo de sofrer for maior que a vontade de ser feliz, você não vai se permitir. E certamente essa angústia não te fará feliz. Ao invés de paz e sossego, desfrutaremos de uma incomodativa insônia na relação.

Pra quê esperar pelo que ainda não veio? Projetar uma ilusão baseada em fatos passados é responsabilizar o outro pelas nossas frustrações. Bons sentimentos atraem olhares mais doces, respeito e cuidado com nossas emoções. Deixe o medo de errar. Deixe o medo errar a nosso respeito, ele também se engana às vezes. Se der certo, felicidade. Se não, aprendizado.

A bagagem de antigos relacionamentos deve servir como proteção, jamais como censura para um novo amor.

Vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *