Quarta do Sofá, Sexo, Amor & Crônicas

AMOR DE PELE

 


Como explicar essa vontade irracional? Sim, se eu parasse um pouco pra pensar, não estaria fazendo isso, a gente não combina em nada, ou melhor, em quase nada. O problema é que nossa única afinidade me faz esquecer todo o resto. Que poder que tem esse homem de me balançar as pernas e palpitar o coração. Não sei se estou apaixonada, não sei o quanto gosto. Só sei que tenho uma vontade louca de tê-lo sempre dentro de mim.

 
A gente conversa no olhar. Nossos corpos se entendem muito mais no tato do que em palavras e cada toque dele me diz uma frase inteirinha, que me faz refletir por horas. Quando estamos juntos, não há tempo ou espaço, telefones berrando ou pessoas por perto. Um mundo paralelo de desejo, intimidade e busca pelo insano. Porra, eu nunca senti isso por ninguém, o que acontece comigo? Melhor não pensar.
 
Se eu for raciocinar, eu caio do meu cavalo branco na hora, desabo do meu voo de liberdade sexual, da minha ignorante felicidade. Às vezes a dúvida é muito melhor do que as respostas. Temos vidas diferentes, assuntos distintos, nem os mesmos filmes gostamos de ver. Aquela história de que os opostos se atraem só funciona na cama, porque fora dela, somos como dois estranhos. É difícil perceber que há vida longe dos lençóis.
 
Depois daquele sexo maravilhoso, que me faz desfalecer ao lado dele como um desmaio de gozo, arrebentada fisicamente, extenuada e satisfeita, a gente fica por horas em silêncio, num pacto de respeito e carinho. Sabemos que um passo a mais, pode fazer a “relação” tropeçar. Não adianta, não somos um “casal” para andar de mãos dadas, passear na orla, fazer compras no shopping e trocar idéias com nossas mães no almoço de domingo. Somos imãs sexuais, pólos que se completam, seres inflamáveis ao toque.
 
Nossa vida é na cama, no chão, no sofá. Não deixo ninguém me bater, mas você pode. Paixão avessa, contraditória, com gritos, suor e gozo. Línguas sem direção e instinto natural tomando conta. Quando estamos juntos, me transformo em alguém que sempre quis ser, mas que estava presa e se libertou. Quero mais, toda hora, o tempo todo e pra sempre. Talvez um dia eu tenha que tomar uma decisão, mas até lá eu tenho tempo.
 
Se aproveitar a vida é bom, estar contigo é muito melhor do que viver.

Vídeo:

11 comentários no “AMOR DE PELE

  1. Poxa!!! vivenciei isso recentemente no relacionamento de 9 meses… que homem era esse que fazia eu sentir calor e tremer o corpo todo. Me VI nesse texto… nem quero lembrar me arrepia. Me envia seu email tem um tema e uma sugestão pra vc. Bjs Simone

Deixe uma resposta