Quarta do Sofá, Sexo, Amor & Crônicas

Fantasia X Realidade

 

Fantasia X Realidade

A comédia dramática britânica “O Amor e Outros desastres” tem um personagem que me identifico muito. Ele é sonhador, idealiza o amor, vive num sonho constante de um sentimento que talvez não exista. É complexo, só quem sente sabe, mas por vezes paixões cinematográficas não saem das telas.

Num diálogo do filme entre esse personagem e uma amiga sua, ela o questiona:

– E se o amor verdadeiro for uma escolha? Se a gente simplesmente decidir vivê-lo?

Inevitavelmente temos a mania de inventar o amor, idealizá-lo, como se ele fosse um raio de luz ou uma obra do destino. Mas e se a gente decide viver sem esperar algo em troca, sem ter a certeza se é a pessoa certa, aquela que devemos amar para o resto da vida?

Por isso eu escrevo, a ficção aceita tudo. Na poesia eu me distraio com amores imaginários, mas a realidade é dura, egoísta, não se preocupa com o que você sente. A relação a dois é realmente uma escolha, pois os momentos ruins aparecem e nos desafiam. Como lidar?

Ciúmes, mau humor, divergências, gostos diferentes, ideologias controversas, balada e netflix, viagem ou preguiça, casa da mãe dele ou dos irmãos dela? Não vivemos num filme, mas bem que a gente poderia. Então nos resta dramatizar um pouco. Não muito, pois o ideal é o meio termo, tentar encontrar a felicidade sem esperar muito da nossa imaginação.

O problema é que não existe amor no outono, na temperatura morna. Sigo errando, aprendendo e vivendo na minha imaginação real, ou numa realidade imaginária. Tentando encontrar abrigo depois do beijo na chuva, algum calor na convivência.

Um dia eu faço a escolha certa. Você já fez a sua?

 

Um comentário no “Fantasia X Realidade

Deixe uma resposta